skip to Main Content

Larissa Mundim

Nome artístico: Larissa Mundim
Área de atuação: Escritora, outra
Região: Goiânia /
E-mail: [email protected]
Telefone: (62) 9 9968-1658
Canal Social: https://www.facebook.com/soupermitida/

É diretora e coordenadora editorial da Nega Lilu Editora.
Autora dos livros “faz rs” (2016), “Operação Kamikaze” (2015), dos romances literários de ficção “Agora eu te amo” (2014) e “Sem Palavras” (2013), que foi escrito com a colaboração de Valentina Prado. Com coautoria de Carol Schmid, escreveu também “Prepiscianas – Vol. 1”, experimento gráfico-literário, em 2016. Idealizadora do blog Nega Lilu, experimento literário coletivo: www.negalilu.blogspot.com.br. Fundadora do Coletivo e/ou (2014) e do Coletivo Esfinge (2009), grupos atuantes nas Artes Visuais, Artes Cênicas, Audiovisual, Literatura, Design e Comunicação. Diretora geral da Casa da Cultura Digital, criada em 2004, com a missão de difundir e fortalecer a cibercultura para o exercício da cidadania.

Publicações do Autor(a)

Sem Palavras

Editora: GO
ISBN: 9788591346301
Ano de Publicação: 2013
Dimensões: x cm
Nº de Páginas: 320
Acabamento:

Sinopse: Um romance literário de ficção que tem como fio condutor a concepção processual de um conto que é escrito a quatro mãos com fundamentação positivista – a experiência como método. Começa assim o envolvimento de Laura Passing (Nega) e Brisa Marin (Lilu), numa relação fluida, em busca de plenitude, que se desloca e transborda, marcada pela urgência e pela fragilidade dos encontros na chamada pós-modernidade. Inspirado na cultura e na arquitetura do ciberespaço, a obra se constrói a partir da correspondência, por email e chats, entre as personagens.

Agora eu te amo

Editora: Nega Lilu Editora
ISBN: 9788568589007
Ano de Publicação: 2014
Dimensões: x cm
Nº de Páginas: 144
Acabamento:

Sinopse: Venha ver o ordinário bem de perto, observar o outro pelo lado de dentro e se reconhecer. Gente comum conectada por um fio, humanidades expostas em um tempo ansioso, urgente e volátil, quando seis dias valem por uma vida inteira. Um livro dedicado a Vinicius de Moraes, sobre o Amor e a busca da plenitude no nosso tempo.

Operação Kamikaze

Editora: Nega Lilu Editora / Eclea
ISBN: 9788569770008
Ano de Publicação: 2015
Dimensões: x cm
Nº de Páginas: 144
Acabamento:

Sinopse: Operação Kamikaze é a biografia do Coletivo Esfinge. Escrito por Larissa Mundim, o livro registra as ações protagonizadas por mais de 100 pessoas, em todo o mundo, com o intuito de comentar, transformar e difundir o romance de ficção Sem Palavras (Nega Lilu Editora).
O Coletivo Esfinge esteve em atividade entre 2009 e 2014 e atuou no campo das Artes Visuais, Artes Cênicas, Audiovisual, Música, Literatura, Design e Comunicação. Escrito em primeira pessoa, com depoimentos diversos agregados à narrativa, Operação Kamikaze traz a público os bastidores dos processos criativos, a motivação para mover montanhas e plantar calêndulas em clima inapropriado, o desafio da gestão coletiva e da captação de recursos financeiros, os desdobramentos insuspeitos da obra entregue ao acaso. Cobras e lagartos.

Prepscianas Vol. 1

Editora: Nega Lilu Editora
ISBN:
Ano de Publicação: 2016
Dimensões: x cm
Nº de Páginas:
Acabamento:

Sinopse: Nem história em quadrinhos (HQ), nem zine, nem livro.
Prepiscianas – vol. 1 é um experimento gráfico-literário de ficção, escrito por Larissa Mundim e Carol Schmid, que materializa diálogos virtuais próprios do nosso tempo. A Comunicação como Cultura. Um registro poético de afetações instantâneas e relações possíveis, no início do século 21.
Ilustrações de Vinícius Vargas e de Neyron Mendes, que também assina o projeto gráfico.

Faz rs

Editora: Nega Lilu Editora
ISBN: 9788568589021
Ano de Publicação: 2016
Dimensões: x cm
Nº de Páginas: 160
Acabamento:

Sinopse: Narrativas curtíssimas escritas por Larissa Mundim e ilustradas pela artista Sophia Pinheiro que conversam com o leitor de forma confidencial, íntima. Um convite a uma leitura com sorriso nos lábios. Textos publicados originalemente na web, que, em formato físico, ainda podem ser compartilhados, como uma experiência oferecida ao leitor. Para isso, no miolo do livro as páginas estão divididas ao meio por um corte serrilhado, bem como capa, contracapa e orelhas. Se o leitor atender ao impulso de destaque da página, para compartilhamento, o livro cumpre seu ideal.

O projeto gráfico estimula inclusive a adesão daqueles que tratam seus livros como objetos intocáveis. No caso de faz rs, o ato de arrancar uma página sugere um exercício de desapego sem perda: a maioria dos textos tem sua impressão duplicada (nas duas metades separadas pelo picote) para que, com todas as páginas do livro arrancadas, o leitor ainda detenha para si o conteúdo, num impresso que passa a ter formato bolso.

Back To Top