skip to Main Content

Breves danças à margem

R$40,00

Descrição

Uma história artística da dança em Goiânia, na década de 1980, a partir de conteúdos da tese de doutorado da professora e dançarina Luciana Ribeiro.

Esse livro foi concebido e realizado pelo ¿por quá? grupo que dança, por meio do seu projeto de manutenção Transporquar, com apoio do Fundo de Arte e Cultura de Goiás e publicado pelo Selo Eclea da NegaLilu Editora.

Breves Danças à Margem é composto por três partes autônomas e interdependentes para a compreensão de um fenômeno artístico localizado pela pesquisadora entre 1982 e 1986.

Ainda antes deste período, Luciana Ribeiro registra o surgimento de espaços de formação e disseminação da dança na cidade e curiosa efervescência criativa. Posturas e movimentos locais com traços de ousadia e ineditismo em suas experiências, similares aos movimentos inauguradores de novos modos de existir da dança, possibilitando diálogo insuspeito da capital goiana com o cenário nacional e internacional das artes da cena.

Neste contexto, Breves Danças à Margem se debruça sobre a instigante criação e trajetória do grupo Via Láctea, fundado na Faculdade de Arquitetura da Universidade Católica de Goiás (PUC-GO, atualmente). “Dança localizada no vão, pensada a partir do seu processo, operação de existência”, descreve a autora. Também a curiosa estreia do espetáculo “Paixão”, do espanhol Victor Navarro e o trabalho do Grupo Energia integram o corpus da pesquisa publicada.

Entrevistas, programas e recortes de jornais, além de fotos de arquivos, guiam o leitor na descoberta de experimentações estéticas de dança ‒ suas inserções e hierarquias ‒, bem como “explosões” que originaram descolamento da cena, produzindo outros acontecimentos.

A potência criativa, vibração, efemeridade e brilho da obra do Grupo Via Láctea inspiram a elaboração do projeto editorial de Breves Danças à Margem, coordenada por Larissa Mundim, com design gráfico de Alanna Oliva.

 

Você pode adquirir o e-book em mais de 50 vitrines on-line em todo o mundo, entre elas a Kobo.

IMPORTANTE:

Para abrir um arquivo .ePub é necessário possuir um programa leitor de ePub que deve estar instalado no equipamento para que o e-book seja lido ou um equipamento e-Reader.

Dentre os programas mais populares estão:

Adobe Digital Editions (PC/Mac/Android/iOS)

Um dos melhores leitores de ePub para Windows e, além de ser gratuito, serve também como uma biblioteca digital, permitindo organizar, classificar e visualizar os seus e-books. Ele também lê e-books em formato PDF.

Download PC/Mac: http://www.adobe.com/solutions/ebook/digital-editions/download.html

Download iOS: https://apps.apple.com/br/app/adobe-digital-editions/id952977781

Download Android: https://play.google.com/store/apps/details?id=com.adobe.digitaleditions&hl=pt_BR

Apple iBooks (iOS, Mac)

O aplicativo da Apple para transferir e ler livros. O iBooks inclui a iBook Store, a loja virtual de eBooks da Apple onde é possível adquirir novos livros a qualquer hora.

http://www.apple.com/br/ibooks/

ePub Reader (PC/Mac/Linux)

ePub Reader é um complemento para o Mozilla Firefox, que permite ler online e-books no formato ePub, através do navegador, sem que haja a necessidade de baixar o arquivo no seu computador.

https://addons.mozilla.org/pt-br/firefox/addon/epubreader/

Readium (PC/Mac/Linux)

Reaudium é mais um complemento para Google Chrome que possibilita ler um arquivo ePuB diretamente do navegador.

https://chrome.google.com/webstore/detail/readium/fepbnnnkkadjhjahcafoaglimekefifl?hl=pt-BR

(fonte: eBookpedia)

Editora/Selo: NegaLilu

ISBN: 9788569770053

Ano de Publicação: 2019

Dimensões: x cm

Nº de Páginas: 320

Acabamento:

Autor(a)Luciana Ribeiro Luciana Ribeiro é professora, pesquisadora, artista e militante da dança. Doutora em História pela Universidade Federal de Goiás (2010). Docente do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás/IFG, Campus Aparecida de Goiânia – Artes, Licenciatura em Dança. Autora do livro Breves Danças à Margem: explosões estéticas de dança na década de 1980 na cidade de Goiânia, 2019. Fundadora e artista residente da casAcorpO, espaço que promoveu o encontro entre artistas e a interação cultural com a cidade, de 2014 a 2019. Criadora e dançante do ¿por quá? grupo que dança, que atua na cena artística-cultural há dezenove anos.

Back To Top